spot_img

Leia a nossa última edição

Goleadas, empates e torcida feminina barulhenta na 2ª rodada do Maricaense de futebol

2018_11_11_Campeonato_Maricaense_de_Futebol-KATITO-2578A segunda rodada do Campeonato Maricaense de Futebol movimentou os campos de diversas partes da cidade, a maioria com dois jogos cada um. Apenas os campos do Amparo (em Itapeba) e de Ubatiba tiveram apenas um jogo na rodada, e em um dele foi registada a maior goleada do torneio até agora, onde o Ubatiba aplicou um sonoro 10 a 0 sobre o Capela. No Amparo, o time da casa venceu o Atlântico de Itaipuaçu por 2 a 0.

No Bananal, vitória do Avenida de Itaipuaçu sobre o União (do Saco das Flores) por 1 a 0 e, no jogo de fundo, o Bananal goleou o Bambuí por 4 a 1. Em Guaratiba foram dois empates: 1 a 1 (Rubro contra Juntos Somos Fortes) e 2 a 2 (Guaratiba contra C9). Na sede do Spar teve goleada nos dois jogos. No primeiro, o time da casa deu de 5 a 0 no Nova Geração e o Monte Castelo atropelou o Taquaral por 4 a 1. Nos jogos de Inoã, o Guarapina venceu o Santos por 1 a 0 e os anfitriões derrotaram o 11 Unidos por 2 a 1.

A rodada dupla no campo do Ponta Negra FC não foi marcada apenas pelo empate em 1 a 1 de Beira de Lagoa e Reserva Verde e o 0 a 0 entre o time da casa com o União da Amizade. Se dentro de campo ficou tudo igual entre os times, a torcida do Ponta Negra (também conhecido com Fênix) deu um show à parte na beira do gramado. O grupo composto quase todo por mulheres gritava de forma exaltada com os jogadores (muitos deles namorados, maridos e familiares), com direito a alguns palavrões.

“Não são só os torcedores que xingam o técnico, eu também xingo e ainda dou palpites no time. A gente dorme e acorda pensando na escalação e, se fizer besteira, vai escutar de mim também”, diverte-se Mayber Christine, de 42 anos, casada com o treinador Manoel, que fora do time trabalha como motorista. A líder do grupo é Jacilene Gama, esposa do presidente do clube e policial militar Felipe Gama. Ela afirma que a torcida é do tipo ‘com o time onde o time estiver’. “Vamos com eles a todos os jogos, não importa onde seja. Com vitória ou derrota, no final tem sempre um churrasco para comemorar, é praxe. Essa é a nossa diversão em família”, conta ela que, assim como as outras integrantes, vai para o campo com a camisa do Ponta Negra.

2018_11_11_Campeonato_Maricaense_de_Futebol-KATITO-2549

Fotos: Katito Carvalho

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS