spot_img
spot_img

Leia a nossa última edição

Cultura divulga programação do Cine Henfil de 16 a 18 de fevereiro

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Cultura, divulga a programação dos filmes em cartaz de 16 a 18/02 (sexta-feira a domingo), no Cine Henfil, no Centro. Na programação, estão os longa-metragem “Tatuagem”, “Fim de festa” e “Salgueiro, casal diferente”, além da presença dos diretores Marcus Faustini e Pedro Monteiro, que irão fazer uma roda de conversa contando um pouco sobre seus filmes.

Para garantir o ingresso gratuito, basta acessar o link, escolher o filme e reservar seu assento. É necessário chegar um pouco antes da sessão começar para validar seu ticket.

Administrado pelo Centro de Criação de Imagem Popular (Cecip), o Cinema Público Municipal Henfil, que fica na Rua Alferes Gomes, 390, no Centro de Maricá, tem capacidade para 200 pessoas, sendo 190 com assentos comuns, quatro para pessoas obesas, quatro para cadeirantes e outras duas para pessoas com mobilidade reduzida, além de moderno equipamento cinematográfico com tela e projetor de áudio e vídeo.

Confira a programação:

Sexta-feira (16/02)

19h – “Estou Me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar” – Na cidade de Toritama, considerada um centro ativo do capitalismo local, mais de 20 milhões de jeans são produzidos anualmente em fábricas caseiras. Orgulhosos de serem os próprios chefes, os proprietários destas fábricas trabalham sem parar em todas as épocas do ano, exceto o carnaval: quando chega a semana de folga eles vendem tudo que acumularam e descansam em praias paradisíacas. Classificação 10 anos.

Sábado (17/02)

15h – Curtas infantis de animação: “Cebolas são azuis” (12 min), “Chifre de camaleão” (6 min), “Pelotas de regurgitação” (1 min), “O arroz nunca acaba” (8 min), “Seu dente e meu bico” (1 min), “O anão que virou gigante” (10 min), “Eu queria ser um monstro” (8 min), “Até a China” (15 min) e “O muro era muito alto” (4 min).

17h – “Tatuagem” – Recife, 1978. Clécio Wanderley é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete, com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha, que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento, que o coloca em uma situação dúbia: ao mesmo tempo em que convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura. Classificação 16 anos

19h – “Fim de Festa” – Breno e Penha conhecem  ngelo e Indira, um casal que veio da Bahia para festejar o carnaval. Em uma confraternização, os quatro jovens se reúnem na casa de Breno, mas a Quarta-Feira de Cinzas traz uma má notícia: uma jovem francesa é brutalmente assassinada por asfixia. O crime faz com que o pai de Breno, um policial civil, retorne mais cedo de suas férias para investigar o caso. Além do incômodo de ter estranhos em sua casa, o oficial acaba encontrando vestígios afetivos no desdobramento do crime. Classificação 16 anos.

Domingo (18/02)

15h – Curtas infantis de animação: “Cebolas são azuis” (12 min), “Chifre de camaleão” (6 min), “Pelotas de regurgitação” (1 min), “O arroz nunca acaba” (8 min), “Seu dente e meu bico” (1 min), “O anão que virou gigante” (10 min), “Eu queria ser um monstro” (8 min), “Até a China” (15 min) e “O muro era muito alto” (4 min).

17h – “Carnaval, Bexiga, Funk e Sombrinha” – Uma radiografia do trabalho feito pelos mais de 70 grupos de clóvis, ou bate-bolas, existentes na zona oeste do Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo em que mantêm viva a tradição do Carnaval de rua, os grupos levam às últimas consequências os preparativos para a festa, que têm início 361 dias antes da saída dos blocos. Classificação 10 anos.

18h15 – Conversa com o Diretor Marcus Faustini – Marcus é diretor de teatro e cinema. Foi recentemente secretário de Cultura do Município do Rio de Janeiro. Já dirigiu dezenas de peças teatrais e 3 longas metragens para o cinema. Carnaval, Bexiga e Sombrinhas foi seu primeiro longa.

19h – “Salgueiro, Casal Diferente” – Em 2022 o casal de mestre sala e porta bandeira que mais tempo esteve a frente da Acadêmicos do Salgueiro, retorna com a sua escola para a passarela do samba após um ano sem desfile por conta da pandemia. Sidclei Santos e Marcela Alves somam ao todo oito estandartes de ouro. E em 2023 completam 10 anos de parceria. É como se fala na Rua Silva Teles no bairro da Tijuca: nem melhor, nem pior, apenas um casal diferente. Classificação 10 anos.

20h15 – Conversa com o Diretor Pedro Monteiro – Pedro é ator e diretor de teatro e cinema. Salgueiro é seu segundo longa como diretor. O filme, de 2024, está fazendo sessões de pré-estreia pelo Rio.

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img
- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS