spot_img

Leia a nossa última edição

O espetáculo começou

Desde a criação do Cine Henfil , a cidade tem investido em apresentações teatrais com companhias de dentro e fora do município

Maricá sediou no mês de julho o 39º Festival da Fetaerj – Prêmio Paschoalino 2017. O evento foi realizado no Cine Henfil, onde passaram mais de 4 mil pessoas ao longo dos mais de 10 dias de espetáculos.

Inaugurado em 2016, na gestão do ex-prefeito Washington Quaquá e de lá pra cá tem recebido diversas programações de teatro, música e dança.  Ainda durante o festival da Fetaerj, o espaço passou a contar  com a instalação de um palco maior e de um novo equipamento de iluminação cênica. A nova estrutura, cedida pela Federação de Teatro do Estado do Rio de Janeiro (Fetaerj) especialmente para o Festival, além de transformar a casa tecnicamente em um verdadeiro teatro, deixou o espaço apto para receber grandes espetáculos.

Companhias da cidade incentivam a produção teatral

Companhia Mascaras de Teatro

DB2CAEEF1BAE446BA714F49EA026071B

Localizada em Itaipuaçu,  a Cia. de Teatro Máscaras foi fundada por Raul Tolledo e Mário Vieira em outubro de 1988 na Região Oceânica de Niterói. Em 2000 mudou-se para Itaipuaçu, Maricá. Segundo Raul, neste período desenvolveu o trabalho de Oficinas de teatro profissionalizando atores, colocando espetáculos em cartaz em várias cidades do Estado do Rio de Janeiro, além de espetáculos institucionais promovendo também Workshop de Circo.

“Durante estes anos vários atores famosos já passaram por nossas montagens como Monique Alfradique, Suzana Pires, Helder Agostini, Natália Souto, Manuela Dias e Gabriel Azevedo. Hoje trabalhamos com atores da cidade, Thalison Queiroz, Giavana Curtinhas, Cadu Dorneles, Isabela Guimarães, Pepê Campos, Hiago Fernandes e outros.”,comentou.

Ainda de acordo com Raul, a sede em Itaipuaçu existe há dezessete anos desenvolvendo vários trabalhos em parceria com as Secretários de Cultura, Educação e Turismo.”Apresentações em eventos culturais e datas comemorativas. Oficinas nas Escolas Municipais e na Casa da Terceira Idade. Produzimos junto a Secretaria de Cultura o 1º Forum de Cultura de Maricá. Temos também o nosso Projeto Teatro Popular que acontece tudo segundo sábado de cada mês na Praça das Artes Ferreirinha, projeto este que já ganhou destaque pelo Plano Estadual Cultura em 2010″, comentou.

Para ele, a inauguração do Cinema Henfil é de grande valia para o município como incentivador das artes cênicas. A convite da Secretaria de Cultura se  apresentaram dia 30 de setembro no Cinema Henfil, fazendo uma homenagem a Chico Buarque com uma adaptação o musical” Os Saltimbancos”, assim como na realização do Festival de teatro.

“Quem tiver interesse em participar, temos a Oficina de Teatro ENCENAÇÂO que acontece em Itaipuaçu na sede da Companhia localizada na Rua Crisântemos Lt2 Q 32 C 04, no Barroco. Telefone: 3732-2387 ou Whatsapp: 98886-2334 Página: facebook.com/ciateatromascaras”, completou.

 

Cia de Teatro Cara Limpa Arte Viva

WhatsApp Image 2017-09-27 at 10.48.45 (1)

Outra companhia que está desenvolvendo um trabalho na cidade é a Cia de Teatro Cara Limpa Arte Viva. Fundada em outubro de 2009, tem  atualmente 45 integrantes , compostos por moradores de Maricá, Niterói e São Gonçalo, com faixa etária de 10 anos em diante.

Segundo Pedro Paulo Azevedo, um dos fundadores, inicialmente realizavam as atividades na Igreja Evangélica Congregacional de Cachoeira de Maricá, que gentilmente cedia o espaço para as oficinas.  “Posteriormente passamos a desenvolver nossas atividades na Associação de Moradores de São José do Imbassaí, ou na Escola ABC da Tia Regis, onde os responsáveis liberam gentilmente o espaço, por acreditarem em nossa filosofia de trabalho”, comentou.

Ainda segundo ele, desde que o Cine Clube Henfil abriu suas portas para as apresentações, houve um crescimento exponencial do interesse da população Maricaense para apresentações teatrais. O festival de teatro foi importante para consolidação de Maricá no cenário das Artes Cênicas no Estado do Rio de Janeiro. “Não trabalhamos com curso tendo prazo definido.  A pessoa que deseja fazer parte da CIA, precisa entender os seguintes aspectos da nossa filosofia: amor a arte, ter a humildade como elemento principal, reconhecendo que estaremos sempre em constante evolução, acreditar que pode efetuar mudança em sua vida. Entender que as escolhas definem quem somos, respeitar uns aos outros, a família, a sociedade e principalmente amar a Deus”, explicou.

De acordo com Paulo, são trabalhadas as oficinas com técnicas teatrais e técnicas de administração, que preparam o integrante para ter capacitação de participar de processos seletivos quer seja no meio artístico ou nas demais profissões.”  Emitimos certificados de participação das peças, clipes, oficinas e demais atividades inerentes aos conteúdos expostos acima.  O integrante que permanecer por 3 anos e tiver participado regularmente das atividades poderá pleitear ao Sated/RJ o registro provisório de ator.  O integrante que permanecer por 5 anos e tiver participado regularmente das atividades poderá pleitear ao Sated/RJ o registro definitivo de ator”,completou.

Quem tiver interesse de participar da família Cara limpa, poderá enviar mensagem para o facebook da CIA Cara Limpa Arte Viva ou entrar em contato com Pedro Azevedo pelo telefone 21 – 99505-0382.

WhatsApp Image 2017-09-27 at 10.48.47

Cia Lacraias

 

WhatsApp Image 2017-10-02 at 20.11.11Surgida no ano 2000 no Colégio Professor Robson Mendonça Lôu,  de Inoã a partir de oficinas realizadas para os alunos que se deu origem a primeira montagem do espetáculo Lá…Tinha, e a partir disso a Companhia Lacraias está até hoje na ativa com o espetáculo de militância, o Alma Cega.

Com a direção de Perceu Silva, integram os atores Heliza Ribeiro, Ryan Gago, Ingrid Lacerda, Natália Figueira, Pedro Szigethy,Camila Spangenberg. A equipe técnica é formada pelo iluminador Washington Luiz, Visagismo com Camila Spangenberg e o musicista Pedro Szigethy.

Segundo Heliza, nunca tiveram espaço de teatro na cidade, então sempre utilizaram  locais alternativos, por isso nos espetáculos procuravam adaptar os espaços que tinham como ruas, quadras, pátios e salas.”A partir de agora temos espaços onde podemos apresentar,  que é o Cinema Henfil e também o CEU”, comentou.

Ainda segundo ela, no momento não oferecem cursos.”Já fizemos isso pra comunidade várias vezes, o último foi no Esporte Clube Maricá com o espetáculo ‘A Cartomante’ de Machado de Assis,  agora a companhia está se dedicando a um novo espetáculo”, disse.

Para participar do grupo as pessoas vão chegando, se aproximando com o processo e a partir daí fazem parte do mesmo. Não existe um método de contratação.

“Após o festival da Fetaerj,  a gente percebe nas pessoas uma vontade de fazer teatro. Muita gente procurando. Os grupos querendo saber onde tem cursos de teatro e muita gente se matriculando nos cursos oferecidos pela Prefeitura, resultando em um legado bom e um público formado espontaneamente. O povo da cidade não tinha o hábito de ir ao teatro e hoje tem. Assim seguimos, lotando todos os espaços e locais com teatro”, comentou.

WhatsApp Image 2017-10-02 at 21.40.50 (1)

Grupo do Céu

festincewo-18

O Grupo do Céu de Teatro foi criado em  julho de 2016, com a estreia da peça ‘INVISÍVEL’, que aborda o tema da invisibilidade social. Desde então montaram dois espetáculos (Invisível e Morte e Vida Severina) e participaram de três festivais de teatro, dentre eles o Festival da FETAERJ que ocorreu em Maricá esse ano.

Formado por  Anna Julya Damascena, Bruno Marçal, Camila Martins, Cecil Olivé, Lucas Roberto, Malu Arruda, Rafael Pimentel, Ricardo Pio, Rosa dos Anjos, Robert Souza, Letícia Veiga e Letícia Pimentel. O Grupo do Céu foi formado por participantes das oficinas de teatro para adultos realizadas no CEU – Centro de Artes e Esportes Unificados de Maricá, com a finalidade de dar continuidade ao estudo da arte teatral.

Segundo Bruno Marçal, criou-se um interesse muito grande por teatro dentro da cidade, todos os espetáculos tem casa cheia e além disso também há uma demanda grande de alunos. “Todo semestre são abertas inscrições para a oficina de teatro do CEU – Centro de Artes e Esportes Unificados. Os alunos que têm interesse em dar continuidade no teatro podem se agregar ao grupo que tem como objetivo aprofundar em outras pesquisas e participar de festivais de teatro”, relatou.

Sobre o festival da Fetaerj realizado em Maricá, eles tiveram uma apresentação durante os dias de evento com um espetáculo.  “Foi um grande momento de troca e aprendizado. Mais incrível ainda foi ser selecionado e poder mostrar nosso trabalho dentro da nossa cidade“, finalizou.

Morte e vida

Cia Vida de Teatro e Dança

IMG_0748

Já no bairro de Itapeba encontra-se desde 2005 a Companhia Vida de Teatro e Dança. A companhia é uma Organização Social sem Fins Lucrativos e foi Ponto de Cultura pela Secretaria de Cultura do RJ. É composta por sócios fundadores, componentes, colaboradores e participantes. A direção é de Marília Danny (atriz, bailarina, escritora e produtora cultural) e Paulo Ernani (bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e ator).

Marília conta que sempre tiveram espaço na cidade e agora estão com uma sede própria em Itapeba. Para ela, o momento do teatro desde a inauguração do Cinema Henfil, está bem interessante, “Apesar de pensarmos que o ideal seria que a plateia pagasse um ingresso para assistir aos trabalhos apresentados. É muito importante formar uma plateia que entenda que a profissão do artista deve ser respeitada como qualquer outra, disse.

“O Festival da Fetaerj em Maricá foi um passo importante que a secretaria de cultura deu no sentido de intercambiar conhecimentos com outras companhias e abrir uma brecha considerável para a formação de plateia”, finalizou Marília Danny.

Na companhia são oferecidas aulas de  Dança (Ballet e Jazz) e Teatro (interpretação, corpo e voz). Quem tiver interesse deve procurar informações pelo telefone 26385301 e whatsapp 996022358.

IMG_0407

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS