spot_img

Leia a nossa última edição

Alunos de escola em Guaratiba participam do ‘Lagoa Limpa, Mar de Peixe’

2018_04_27_Projeto_Lagoa_Limpa-Guaratiba-2965

A segunda edição deste ano do projeto “Lagoa Limpa, Mar de Peixe” – uma parceria entre as secretarias de Agricultura, Pecuária e Pesca e de Educação – foi realizada em Guaratiba. Alunos do 5º ano do ensino fundamental da E.M. Guaratiba foram para o largo que fica na esquina entra as avenidas Dois e Reginaldo Zeidan, onde ouviram orientações sobre preservação ambiental e usaram sacolas para recolher resíduos jogados às margens da lagoa. A próxima edição está prevista para ocorrer em Bambuí, em maio.

Os estudantes foram divididos em dois grupos batizados de “bagre” e “camarão” e foi realizada uma gincana que arrecadou, ao final, 49 sacos de lixo. Antes da atividade, eles ouviram ainda na escola uma palestra sobre o sistema lagunar de Maricá e o ciclo reprodutivo das espécies. “O intuito é fazê-los reconhecer o ambiente em que vivem e se reconhecer como parte dele. Ações como esta enriquecem o conhecimento”, avaliou o professor Lucas Macedo, que coordenou a participação dos alunos no projeto. O secretário de Agricultura, Pesca e Pecuária, Júlio Carolino, afirmou que isso é parte da missão do “Lagoa Limpa, Mar de Peixe”. “É importante mostrar a eles o próprio local onde estão e que a manutenção dessa beleza só depende deles mesmos”, disse o secretário, que levou a filha Ana Carolina, de 7 anos, para participar da limpeza.

Entre os alunos, quase todos moradores da região, estava Thaís Helena da Rocha Teixeira, de 10 anos, que vem de uma família de pescadores que vive na Ponte Preta. “Meu pai, meu avô e meu tio são pescadores, e eu vou sair para pescar também em breve. Aqui sinto que estou ajudando a preservar o mar”, resumiu a aluna. O colega, também morador da Ponte Preta, Carlos Eduardo Nascimento contou que também pesca e que é importante manter a lagoa limpa. “Aqui se pesca muita tainha e caraúna. Quanto menos poluição nas águas, melhor para os peixes e para nós”, disse ele, que tem 10 anos. Um dos mais animados do grupo era Jó Paulino Damião Alves, de 13 anos, que afirmou ser descendente de índios. “Manter a lagoa limpa é preservar a vida”, sentenciou o jovem, que mora em Guaratiba. A assessora Mônica Salles representou o vice-prefeito Marcos Ribeiro durante a ação.

2018_04_27_Projeto_Lagoa_Limpa-Guaratiba-2901

Fotos: Elsson Campos

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS