spot_img

Leia a nossa última edição

Itaipuaçu recebe ação de regularização fundiária da secretaria de Habitação

2018_07_21_Primeira_Audiencia_Publica_Regularizacao_Fundiaria_Praca_Itaipuacu-ELSSON-4343

A Secretaria de Habitação e Assentamentos Humanos de Maricá se reuniu com 40 famílias moradoras das ruas 47 e 48, em Itaipuaçu, na manhã do último sábado (21/07). O encontro, que aconteceu na sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), teve como objetivo dar início ao processo de regularização urbanística e fundiária da localidade.

Durante esta primeira audiência pública, a secretária Rita Rocha apresentou para a comunidade o projeto da secretaria, tirou dúvidas referentes a cada etapa e também detalhou os documentos necessários. O morador Renato Cunha, de 53 anos, considerou a muito boa a atitude da Prefeitura. “Este programa de regularização é muito bem estruturado e pelo que eu tenho visto acontecendo em outras regiões, há uma competência muito grande. Itaipuaçu cresceu muito nos últimos tempos, e este crescimento trouxe um pouco de desordem. Ver a Prefeitura ordenando este crescimento é muito bom”, afirmou.

Luzinete Alves Santos, de 61 anos, falou sobre a expectativa gerada pela conversa. “Vai ser muito importante para nós termos essa documentação organizada e regularizada. Moro com uma irmã especial e dependo muito da minha moradia”, ressaltou.

Contente com o resultado do encontro, a secretária Rita Rocha contou que estava ansiosa para trabalhar em Itaipuaçu, que ainda não havia recebido a iniciativa por se tratar de uma região muito ativa. “Esta não é uma área totalmente consolidada, ainda tem muitos terrenos com obras. Há cerca de 15 dias foi feita uma ação da Comissão de Áreas Públicas onde foram derrubadas algumas construções irregulares e isto nos abriu um espaço que poderá ser usado para construção de uma praça, e quem sabe até um equipamento escolar para estas famílias que vivem no entorno”, explicou.

De acordo com Rita, a finalização do processo de regularização das moradias das ruas 47 e 48 levará cerca de seis meses. “É um processo relativamente rápido. Temos áreas remanescentes onde poderemos fazer equipamentos que ajudem a população e o nosso objetivo é sempre dar dignidade para as pessoas através da regularização dos seus endereços e dos documentos no nome próprio”, disse.

Além desta área, a secretária afirma que o programa continuará na localidade na próxima semana. “Vamos começar a trabalhar em outra região de Itaipuaçu nos próximos dias. Lá, em Itaocaia, a expectativa é atender à cerca de 30 famílias”, contou.

2018_07_21_Primeira_Audiencia_Publica_Regularizacao_Fundiaria_Praca_Itaipuacu-ELSSON-4299

Fotos: Elsson Campos

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS