spot_img

Leia a nossa última edição

Henfil recebe 1º Seminário de Tai Chi Chuan

DSC_6652

 

 

Com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, a Associação Shaolin Kung Fu Garra de Águia de Maricá realizou no último sábado (22/09), no Cineteatro Henfil, no Centro, o 1º Seminário de Tai Chi Chuan do município. O evento contou com a participação do Grão Mestre, natural de Hong Kong, Li Wing Kay, considerado um dos maiores nomes dos vários estilos das artes marciais chinesas entre eles: hung gar, wing chun, louva-a-deus, tai chi chuan e shuai chiao, além de Wu Shu, Judô, Karatê, Taekwondo, Tang Soo Do e Muay Thai. “Quero agradecer a Prefeitura pela oportunidade de poder passar um pouquinho da cultura milenar chinesa para a população de Maricá e também por me permitir falar dos benefícios do Tai chi Chuan para a saúde”, agradeceu Li Wing Kay.

De acordo com o Grão Mestre o fato de a China ter mais de um bilhão de chineses levou ao governo do país a investir no conhecimento do Tai Chi Shuan com o objetivo de melhorar a saúde da população e principalmente das pessoas da terceira idade.

“Qualquer um pode fazer Tai Chi Chuan, pois estamos falando de cultura e cultura não tem idade. Hoje a medicina na China trabalha, em conjunto, com a medicina oriental e a medicina ocidental e o Tai Chi Chuan é como se fosse uma fisioterapia”, explicou. “Estados Unidos e quase toda a Europa já utilizam dessa atividade para cuidar principalmente de seus idosos. Essa técnica comprovadamente traz bons resultados e a população da terceira idade é a mais beneficiada. O Brasil também já está começando a utilizar essa ideia e poder passar isso hoje para os moradores de Maricá me deixa muito feliz”, comemorou Li Wing Kay.

A artesã Neide Rodrigues, de 61 anos, moradora de Cordeirinho, contou que gosta e já é praticante de Tai Chi Chuan.  “Já conhecia o Grão Mestre, mas hoje estou aqui porque gosto de me aprofundar no assunto. Estou sem praticar já faz algum tempo e vi no seminário a oportunidade de voltar e participar essa atividade que é incrível. Recomendo para todo mundo que deseja manter tanto o equilíbrio físico como o mental”, disse Neide.

Já para a aposentada Maria José, de 77 anos, moradora de Araçatiba, é muito importante a divulgação do Tai Chi Chuan para que mais pessoas possam conhecer e começar a praticar. “Tai Chi Chuan é uma das práticas esportivas que eu mais gosto de praticar. Adoro os movimentos e sempre que posso estou frequentando alguma aula e apresentando a atividade para outras pessoas. Queria que voltassem a dar aulas próximas a minha casa”, pediu Maria José. Segundo o Mestre Paulo Sales, presidente da Associação Shaolin Kung Fu Garra de Águia de Maricá, um dos objetivos do seminário era justamente divulgar entre a terceira idade o Tai Chi Chuan como atividade cotidiana.

“Eu trouxe o Kung Fu aqui para Maricá e o Tai Chi Chuan foi um dos estilos que mais se destacaram no projeto que criamos na Associação para a terceira idade. Já são 15 anos desse projeto nas praças da cidade e nas casas dos idosos. Comecei sozinho e hoje tenho mais dois professores, formados por mim, para que continuarem o meu trabalho. Podemos dizer que essa atividade é um plano de saúde gratuito para a terceira idade”, comparou Paulo Sales.

DSC_6631_1

Fotos: Elsson Campos

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS