spot_img

Leia a nossa última edição

Maricaense é campeão de bodysurf

 

 

 

bodysurf

A Praia de Itacoatiara em Niterói recebeu no último final de semana o Itacoa Legends, o maior campeonato de bodysurf do mundo. O maricaense Leonardo Moura foi destaque na competição ficando em primeiro lugar na classificação final. O atleta de 15 anos conquistou o campeonato depois de saltar do terceiro lugar na semifinal para a primeira colocação.

Sobre o Bodysurf

Utilizando apenas o corpo como uma superfície de contato com a água, o surfe de peito é a forma original e mais pura de surfar. Antes da invenção do leash de surf no início de 1970, todos os surfistas foram bodysurfers.  Os wipeouts foram seguidos por passeios de bodysurf  para pegar a prancha na areia.

Não se sabe sobre as origens do Bodysurf, mas é possível que os seres humanos foram inspirados a imitar animais marítimos, como golfinhos e focas. Bodysurfing certamente antecede a prancha de surf. Em 1899, o australiano Fred Williams foi ensinado por Tommy Tanna, um habitante da polinésia, a pegar ondas.  Williams, por sua vez ensinou locais de Sydney a “dropar” as Big Waves da região.

Os anos 2000 trouxeram um renascimento para bodysurf, graças principalmente a um renovado interesse entre os jovens surfistas, até mesmo o presidente Barack Obama, durante uma pausa em sua campanha de 2008. Em 2010, designers começaram a projetar belíssimas handplanes e comercializá-las nos surf-shops.

Surgiram as ligas e campeonatos, e junto com elas, o campeonato mundial.. Dois dos maiores eventos, ambas fundadas em 1977, são o Campeonato Mundial de Bodysurf Oceanside, realizada em pleno verão, e o Pipeline Bodysurfing Classic, geralmente realizada em janeiro. O Pipeline Classic, considerado por muito tempo como a mais prestigiosa competição do esporte, tornou-se o primeiro campeonato de bodysurf profissional em 1980.

bodysurf3

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS