spot_img

Leia a nossa última edição

Plantio de mudas marca o Dia da Árvore

PLANTIO DE MUDAS NA LAGOA DE ARAÇATIBA PELO DIA DA ÁRVORE FOTO 2 CLARILDO MENEZES

Em Maricá, em uma ação conjunta das secretarias de Cidade Sustentável e de Políticas para a Terceira Idade, a data foi marcada pelo plantio de vinte e uma mudas de ipês amarelo (Handroanthus albus) e rosa (Handroanthus heptaphyllus) por vinte e um idosos, numa extensão da lagoa de Araçatiba.

 Subsecretário da Cidade Sustentável, Guilherme Mota falou sobre o tema deste ano: ‘A melhor herança que podemos deixar para o Planeta é uma árvore plantada’. “Decidimos fazer aqui, na lagoa, por ser um cartão postal da nossa cidade e um lugar de fácil acesso para que os idosos possam acompanhar o desenvolvimento de cada árvore plantada por eles. Não tinha como ser num local de mata fechada”, explicou.

Secretário da pasta, Helter Ferreira foi além: “Não tem coisa melhor do que trabalhar com o pessoal da melhor idade. Eles são super animados e como a temática é sobre um exemplo que eles estão deixando para os netos, é gratificante saber que estamos contribuindo para as próximas gerações, que futuramente vão poder usufruir da ação de hoje”, esclareceu, completando: “Por tudo que já foi destruído, é preciso que nós façamos a nossa parte reconstruindo e plantando”.

 Superintendente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Paulo Cunha parabenizou o município pela iniciativa. “Para nós é uma alegria muito grande participar de um evento dessa natureza pela questão da valorização da vida, num ato que não é simbólico, mas concreto, do plantio de mudas visando dar sombra para alguém que vai vir”, analisou.

 Motivado pela secretária de Políticas para a Terceira Idade, Lezirée Figueiredo, o grupo caminhou pelo trecho participando de todo o plantio. “Convidá-los para plantar fez com que se sintam úteis. Além disso, árvore dá sombra, traz frescor, liberdade e dá alegria, os revigora. Isso para mim é tudo”, frisou a secretária.

 Moradora do Boqueirão, Luci Mendonça (69 anos) se encaixa no exemplo de Lezirée. Casada há 50 anos, mora apenas com o marido e tem nas plantas e flores um excelente passatempo para o dia a dia. “Não temos muito o que fazer, então ficamos um tempão olhando para elas. Eu fico maravilhada, converso com elas. Por isso, sempre que tem doação na praça eu pego para plantar em casa”, dizia risonha.

 “Esse plantio é uma motivação para que os moradores da cidade procurem cultivar, manter o seu ambiente sempre limpo, além de incentivar os demais que não tem esse contato direto com a natureza”, concluiu Davi Neves (70 anos), morador do Flamengo.

PLANTIO DE MUDAS NA LAGOA DE ARAÇATIBA PELO DIA DA ÁRVORE FOTO 4 CLARILDO MENEZES

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS