spot_img

Leia a nossa última edição

Shows de rock movimentaram anfiteatro na praça central

SHOW DE ROCK1

Quatro bandas de rock locais agitaram o público na primeira edição do projeto Fluxo do Rock, realizado no último sábado (07/04) no anfiteatro da Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro da cidade.

Com a música “Que País é Esse?”, da Legião Urbana, a banda “AoCais” abriu o evento com muita empolgação. Outro momento simbólico do show foi a participação do vocalista da banda Salte, Dudu Martins, na música “Pescador de Ilusões”, de O Rappa. O baixista Thiago Cruz falou sobre a importância de trazer esses shows para o calendário de eventos da cidade. “Queremos incentivar os músicos locais e valorizar esse estilo musical que é tão simbólico”, declarou.

A segunda banda “Carta Um” trouxe musicas autorais e sucessos do Beatles, Queen e Aerosmith. A vocalista da banda Maria Alves disse que eles costumam se apresentar em bares e boates na Região Oceânica em Niterói e estão adorando a oportunidade de se apresentar em Maricá. “É sempre bom tocar na nossa cidade. Ver a plateia composto por muitos amigos. E Maricá tem uma energia muito boa. Temos que resgatar os antigos festivais de música que aqui eram realizados e oferecer muita diversão para a população”, completou.

Em seguida, foi a vez da banda “Apenas + Um Show” trazer sucessos do Tears for Fears, Stevie Wonder e System of a Down. Para o guitarrista da banda, Lucas Cruz, o projeto Fluxo do Rock permite dar mais visibilidade para os artistas locais e incentivar que outros jovens também busquem o caminho da música para autoconhecimento.

Encerrando as apresentações, a banda Salte, trouxe uma levada mais alternativa com composições próprias e sucessos do Pearl Jam e do cantor Seal. Para o vocalista da banda, Dudu Martins, suas composições autorais falam de críticas gerais à sociedade e também à política. “O rock nos permite falar sobre o que está acontecendo na nossa sociedade, nossas angústias, inquietações e mazelas sociais. E tudo isso serve de inspiração. Não podemos deixar isso morrer. Temos que promover sempre encontros que permitam mostrar o potencial dos músicos e compositores locais”, declarou.

A moradora do Rio, Louise Romana, de 26 anos, fez questão de acompanhar o namorado Rodrigo Madeira, de 34 anos, que mora na cidade, e comentou sobre os shows de rock. “Como adoro rock fiz questão de vir prestigiar esse evento. Considero que o rock nos permite refletir sobre o momento difícil que vivemos. É uma excelente  forma de manifestação cultural e de debate”.

A auxiliar administrativo Margareth Ribeiro, de 39 anos, adorou o evento e aproveitou para viajar no tempo. “Muitas dessas músicas do Legião, Barão e Capital fizeram parte da minha adolescência, de uma época boa que adoro lembrar. Espero que haja mais eventos como esse”, concluiu.

IMG_8204

Fotos: Marcos Fabrício

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS