spot_img

Leia a nossa última edição

‘Onda Certa’ fecha segunda edição com cerimônia na Barra

DSC0117-FOTO-FERNANDO-SILVA.jpg

A segunda edição do projeto ‘Onda Certa’, uma parceria da Secretaria de Defesa Civil com a Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), encerrou suas atividades na última sexta-feira (27/07), com uma cerimônia que reuniu seus 65 participantes e também seus pais na Barra de Maricá, no trecho em frente à Rua 4. O último dia teve gincanas e muita brincadeira, além de entrega de medalhas e diplomas. Uma comissão de pais reuniu para agradecer ao secretário Luiz Carlos dos Santos e também solicitou novos pontos do projeto na orla.

Segundo Luiz Carlos, a edição de verão do ‘Onda Certa’ deve chegar a Itaipuaçu, num ponto ainda a ser definido. Para ele, a presença maciça dos pais e a grande procura registrada atestam o grande sucesso do projeto. “Temos uma grande fila de espera formada nesta edição, e conseguimos incluí-lo no calendário oficial de eventos. Tudo isso não dá um orgulho enorme, além do fato de conseguirmos estender para os pais, cuja participação foi determinante para este sucesso. Neste momento em que se vive uma crise de autoridade e de credibilidade, governo e família atuando juntos foi algo fundamental”, ressaltou o secretário, que deu parabéns a toda a equipe de instrutores e coordenadores.

De fato, os pais não escondiam a satisfação com a organização e o entusiasmo dos filhos com o projeto. “Os instrutores são excelentes, carinhosos com as crianças mas também disciplinadores quando necessário. Não encontrei uma única falha no geral, estão todos de parabéns”, afirmou o professor Luciano da Matta, de 46 anos, morador do Parque da Cidade cujas filhas Andressa, de 13 anos, e Stefany, de 8, estavam entre os integrantes. Já a motorista Letícia Santos, de 51 anos, contou que o filho Rafael, de 8 anos, chegou em casa muito triste na véspera porque o projeto iria terminar. “Ele disse que quer estar em todos agora, e percebo que isso despertou nele uma certa vocação para cuidar da natureza, principalmente após o dia em que cuidaram da tartaruga marinha”, lembrou ela, que mora em Cordeirinho.

Para os alunos apontados como destaques desta edição, vão focar as lições aprendidas e os amigos que fizeram nesses dias. “Estou sempre na praia e agora sei que posso tentar ajudar gente que estiver com algum problema”, disse Tatiana Ferreira, de 16 anos, moradora da Barra. Leonardo Souza, que tem 13 anos e mora em Bambuí, disse que agora pode até realizar salvamentos na orla. “Sei onde ficam as valas na água e dá para avisar aos banhistas e até tirá-los de lá. Se tiver de novo, vou participar de novo”, garantiu.

2

Fotos: Fernando Silva

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS