spot_img

Leia a nossa última edição

CAIC Elomir Silva realiza feira de sustentabilidade com diversas secretarias

2018_10_25_Feira_Integrada_Marica_Sustentavel-FABRICIO-3543

O CAIC Elomir Silva, em São José do Imbassaí, realizou nesta quinta-feira (25/10) a Feira Integrada de Sustentabilidade, com a participação dos 1.200 alunos da escola e apresentação das atividades de diversas secretarias, como Agricultura, Pecuária e Pesca, Assistência Social, Cidade Sustentável, Cultura, Proteção e Defesa Civil, Urbanismo, Segurança, Ordem Pública e Trânsito e da Coordenadoria de Proteção Animal. Simulação de incêndios, teatro, maquete de projetos de urbanismo, distribuição de plantas foram algumas das atividades realizadas na feira.

A diretora geral da unidade, Glaucia Cartaxo, destacou a importância do evento para conscientizar ainda mais os alunos e a comunidade do bairro sobre a necessidade de preservar o meio ambiente. “Queremos mostrar que é possível sermos sustentáveis em casa, na escola e em nosso ambiente de trabalho. Durante o ano letivo, todas disciplinas trabalham o tema com os alunos em sala de aula. Hoje, eles mostram o que fizeram e ainda aprendem muito”, declarou a diretora da unidade que atende do primeiro ao nono ano e ao EJA.

Um dos estandes mais visitados era o da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, principalmente, o espaço destinado ao combate de incêndios. A coordenadora dos projetos educacionais e comunitários do órgão, Andreia Pereira, explicou a importância de desenvolver atividades de conscientização ambiental desde cedo. “O trabalho fica mais fácil quando conseguimos envolver as crianças que se tornam multiplicadoras e passam a cobrar dos pais”, declarou a coordenadora, destacando que, além da simulação de combate a incêndios, a Defesa Civil apresentou os diversos materiais de segurança (EPI) utilizados para garantir a segurança na execução das atividades, teatro de fantoches, o carro de combate a incêndio florestal (“fire flex”) e o projeto “Onda Certa”.

Mãe de cinco alunos da escola, Roberta Alves, fez questão de comparecer à feira para prestigiar os trabalhos produzidos pelos filhos e aproveitou para conferir as dicas do uso seguro do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o famoso botijão de gás. “Participei da simulação porque moro sozinha com meus filhos e, sou eu quem faço a troca do botijão e aprendi aqui na feira como manuseá-lo de forma correta. Já tive problemas na hora da troca e hoje consegui tirar todas minhas dúvidas”, ressaltou a mãe.

O estande da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca realizou a horta no coco e no rolo de papel higiênico, degustação de chá de capim-limão e a distribuição de 50 mudas de árvores frutíferas, como romã, jambo, tamarindo e araçá. Quem também fez a distribuição de mudas de árvores foi a Secretaria Cidade Sustentável. Ao todo, foram 150 mudas de ipê rosa e amarelo, pata de vaca e tento carolina. Além das mudas, a Secretaria Cidade Sustentável fez também a exposição de diversos materiais da fauna marinha, como carapaça de tartaruga, ossos de baleia, peças de esqueleto de crânios e patas de aves, e ainda apresentou o mural de conscientização sobre o descarte correto dos resíduos sólidos.

O aluno do quinto ano, Estevão Lobato, de 10 anos, disse que o que mais curtiu foi poder levar para casa uma muda de salsa e outra de pimenta. “Tenho muito espaço lá no quintal e estou levando para minha mãe plantar porque ela adora pimenta. Além de não precisar mais comprar, podemos ter uma alimentação mais saudável”, disse o aluno. Guilherme Silva, de 7 anos, adorou a feira, principalmente, o espaço do projeto “Urbanista por um dia”. Com sonho de ser arquiteto, o menino disse que é muito curioso e gosta de construir casas de madeiras. “Adorei ver de perto as maquetes e de conhecer os projetos no computador do Mirante do Caju. Tomara que tenha mais eventos como esse aqui na escola”, destacou. Aluno do terceiro ano, Kaique Monteiro, de 9 anos, também adorou o espaço destinado ao urbanismo. “Quero ser skatista e, por isso, o que mais gostei foi ver a pista de skate. Queria uma aqui na escola. Já imaginou, que irado!”.

Quem também esteve presente foi a Secretaria de Assistência Social por meio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro. Foram prestadas orientações sobre as atividades realizadas no CRAS, informações sobre o cadastro único para programas sociais e uma das oficinas desenvolvidas, a de criação, ensinou os alunos a produzir chaveiros.

Mayara Jesus da Silva, de 12 anos, que participou com a turma da criação de doces e bolos feitos da casca de alimentos, como banana e abacaxi, revelou que a parte da Defesa Civil, direcionada ao combate de incêndios, foi a que mais chamou sua atenção. “Achei muito legal participar dessa atividade. Fiquei um pouco com medo porque nunca tinha visto um fogo tão forte e tão de perto, mas agora sei o que fazer se acontecer alguma coisa”, salientou.

João Ricardo Leal é aluno do EJA e apresentou os diversos trabalhos feitos pela turma, como garrafas de vidros como objeto de decoração, pipas de jornal e sabão ecológico de óleo reutilizado. “Participar de eventos assim é muito legal para divulgar os trabalhos que fazemos e incentivar ainda mais a preservação do meio ambiente”, ressaltou João Ricardo, que busca no EJA a oportunidade de concluir seus estudos e garantir uma melhor formação acadêmica.

2018_10_25_Feira_Integrada_Marica_Sustentavel-FABRICIO-3723Foto: Marcos Fabricio

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click.

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS