spot_img

Leia a nossa última edição

Equipe do futuro hospital Che Guevara participa de seminário sobre segurança hospitalar

2018_10_30_Palestra_Riscos_Clinicos_e_Seguranca_dos_Cuidados_Hospitalares-EMAR-FABRICIO-4699.jpg

A equipe que vai integrar a futura direção do novo hospital municipal Ernesto Che Guevara participou na última terça-feira (30/10) de um seminário na Escola Municipal de Administração (EMAR), no Centro. Com o tema “Riscos Clínicos e Segurança dos Cuidados Hospitalares”, a palestra foi ministrada pelo médico e especialista em medicina pública e acreditação hospitalar Carlos Hiran Góes, que mora em Londres e é responsável por credenciar diferentes hospitais na Europa. Segundo ele, é preciso implantar uma cultura de qualidade e segurança hospitalar logo no início das operações da nova unidade.

Para exemplificar, Carlos Hiran forneceu números de dez anos colhidos no Reino Unido, onde 588 cirurgias foram realizadas em membros errados de pacientes, e outros procedimentos foram cancelados porque os protocolos estavam incompletos. “Isso num país de primeiro mundo. É importante que o novo hospital, que está começando do zero, tenha uma arrancada de qualidade desde o início. Essa cultura deve existir antes mesmo de o hospital começar a funcionar. Serão 1.400 pessoas trabalhando, e todas devem estar imbuídas nisso”, afirmou o médico.

Para a secretária de Saúde de Maricá, Simone da Costa, o encontro foi importante para discutir temas específicos sobre segurança hospitalar. “É uma filosofia em que todos os riscos estão previstos nos protocolos. Enquanto o Che Guevara não começa a operar, queremos implantar isso também no Hospital Conde Modesto Leal, onde já existe uma equipe em atividade e cremos que não haverá dificuldade”, projetou Simone.

2018_10_30_Palestra_Riscos_Clinicos_e_Seguranca_dos_Cuidados_Hospitalares-EMAR-FABRICIO-4670

Fotos: Marcos Fabrício

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS