spot_img

Leia a nossa última edição

Proeis comemora primeiro ano de atividades com redução da violência

2018_11_09_Um_Ano_de_PROEIS-CLARILDO-4058

A Secretaria de Segurança, Ordem e Pública e Trânsito reuniu integrantes dos poderes Executivo e Legislativo e das polícias militar e civil no Cineteatro Henfil para comemorar na última sexta-feira, o primeiro ano de atividades do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) em Maricá.

Treze policiais que se destacaram em importantes ocorrências foram homenageados. Muitos contribuíram para a prisão de envolvidos em roubos, homicídios e importantes nomes do tráfico de drogas que buscavam se esconder na cidade. Um desses policiais é o 3º sargento Carlos Roberto Souza da Silva. “No decorrer desse ano, conseguimos adquirir a confiança da população, tanto que em alguns dos serviços, recebemos a informação de populares, além do batalhão e do comando do Proeis. Assim, conseguimos tirar de circulação um marginal perigoso. Por este motivo, o trabalho do Proeis tem sido tão importante. E esse reconhecimento só mostra a valorização do profissional pelo comando, pela C-Proeis e pela Prefeitura”, declarou.

Atuando na Escola Municipal do Espraiado, a cabo Taiane Elias Malafaia e o 3º sargento Iran Jorge Machado Vieira também mereceram destaque em suas atuações. Além de homenageados, os profissionais receberam a visita de alguns dos pequenos que ajudam a proteger. “Fazemos um misto de serviços trabalhando nas ruas e dando suporte nas escolas. Com isso, acabamos nos aproximando das crianças que não estão acostumadas a ver policiais na escola, ainda mais mulher”, contou sorridente a cabo Malafaia.

“Com essa proximidade quebramos uma barreira que é a visão deturpada da sociedade sobre a nossa instituição. As crianças são as sementes que vão propagar para vizinhos, familiares e parentes que dentro do uniforme tem um pai, uma mãe, um ser humano que chora e sente. A Polícia Militar está presente para dar o suporte necessário que o município, a escola e a família possam vir a precisar”, completou o 3° sargento Vieira.

Durante o evento, o secretário de Segurança Celso Netto apresentou dados de uma estatística do Instituto de Segurança Pública (ISP) referente aos últimos três meses, que comprovam a redução da criminalidade na cidade. Durante o período foram realizadas 356 ocorrências; 1285 abordagens e 481 operações de auxilio em rodovias e hospitais.

“Precisamos ressaltar a importância do trabalho feito pela Polícia Militar em conjunto com a Prefeitura nesse primeiro ano. Construímos um modelo de Proeis que está sendo referência para o estado do Rio de Janeiro. Todos os índices, as metas, efetivamente de dados da segurança pública, tem sido cumpridas nos últimos três meses por causa dessa integração da Prefeitura com as polícias Civil e Militar. Então, ficamos satisfeitos de poder homenagear simbolicamente alguns policiais que participaram desse conjunto de operações”, frisou o prefeito Fabiano Horta, antes de completar: “O critério dessa homenagem passa pelo simbolismo das prisões e pelo trabalho no ambiente escolar. Temos que entender os momentos históricos para construir uma política de segurança pública eficaz com 18 viaturas do Proeis e mais de 120 homens ajudando a melhorar o quadro da segurança em Maricá. E buscar integrar agora com o nosso cinturão digital que está sendo construindo na cidade onde serão monitoradas as entradas e saídas e toda a dinâmica da cidade com inteligência. Esse é um fator agregador”, concluiu o prefeito.

Delegada titular da 82ª DP, Carla Tavares fez questão de participar da solenidade e parabenizar todos os envolvidos. “Quem efetivamente atua com segurança pública sabe que hoje em dia não se consegue mais trabalhar sozinho. Precisamos dessa integração que eu encontrei quando cheguei em Maricá há 8 meses. Quando temos isso, temos um cenário perfeito para trabalhar e reduzir os índices de criminalidade”, disse.

Para a delegada, o poder de fazer a diferença está nas mãos das prefeituras. “Com essa situação que o governo do estado enfrenta, as prefeituras precisam entender que tem um papel primordial nesse momento. Fico feliz em saber que a Prefeitura de Maricá conseguiu entender isso e tem ajudado as policias nesse sentido. Prisões são feitas diariamente, criminosos identificados e mandados de prisão expedidos por causa desse trabalho conjunto. Sem apoio, não conseguiríamos chegar tão longe”, explicou.

Apesar da conquista, o secretário de Segurança acredita que, com a renovação do programa, o desafio continua. “Quando você chega num patamar em que considera satisfatório, quer chegar na excelência. Mas não pode deixar cair. Porque chegar no topo é fácil, difícil é se manter lá. Então, temos um trabalho árduo de manter o entusiasmo dos policiais na rua, porque não se faz segurança pública sem entusiasmo e nós estamos aqui para cuidar cada vez melhor dos munícipes de Maricá”, garantiu o secretário.

A parceria da Prefeitura com a Coordenação do Programa Estadual de Integração na Segurança (C-Proeis) da Polícia Militar teve início no dia 04 de outubro de 2017 quando 30 policiais que estavam de folga em seus batalhões e unidades passaram a atuar nas ruas da cidade, ao lado de agentes da Guarda Municipal e do efetivo policial que já atuava normalmente. Cada um recebia em média R$ 250 por cada 12 horas trabalhadas. Desde então, seus salários são custeados integralmente pela Prefeitura de Maricá.

De lá para cá, módulos de segurança foram instalados em pontos estratégicos da cidade, onde passaram a ficar muitos desses profissionais com viaturas e rádio de comunicação, para facilitar seu deslocamento e a abordagem em ocorrências.

2018_11_09_Um_Ano_de_PROEIS-CLARILDO-4074.jpg

Fotos: Clarildo Menezes

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Últimas Noticias

- Publicidade - spot_img

LEIA MAIS